A Polí­cia Rodo­viá­ria Fede­ral (PRF) lan­çou, nesta quarta-feira (6), o Sis­tema Naci­o­nal de Alar­mes (Sinal), ser­viço que per­mite a quem tiver seu veí­culo rou­bado, fur­tado, em seques­tro ou clo­nado se cadas­trar no por­tal da PRF e garan­tir que os agen­tes pró­xi­mos ao crime sejam noti­fi­ca­dos imediatamente.

O regis­tro vai faci­li­tar a iden­ti­fi­ca­ção do carro extra­vi­ado envi­ando uma men­sa­gem auto­má­tica ao tele­fone fun­ci­o­nal de todos os agen­tes em ser­viço no raio de 100 quilô­me­tros da ocor­rên­cia ou na rota de pas­sa­gem do veí­culo. O cadas­tro pode ser feito por meio do site da PRF, por meio do link www.prf.gov.br/sinal, ou ligando para o tele­fone 191, da PRF.

Na página de regis­tro, a PRF informa que “com­pro­va­da­mente, a pro­ba­bi­li­dade de recu­pe­ra­ção de um veí­culo é maior nas pri­mei­ras horas após a ocor­rên­cia do fato”. Por­tanto, quanto mais rápida for feita a noti­fi­ca­ção, maior a chance de recu­pe­rar o veí­culo roubado.

A PRF res­salta que o cadas­tra­mento do regis­tro no Sinal não subs­ti­tui a neces­si­dade do bole­tim de ocor­rên­cia na Polí­cia Civil.

Fonte: AGÊNCIA BRASIL — GERAL

Sér­gio Hen­ri­que Tedeschi

Mes­tre e Espe­ci­a­lista em Direito Empresarial

Pro­fes­sor de Direito Empre­sa­rial, Tra­ba­lhista e Tributário

sergio@tep.adv.br